DIGITAL MARKETING AGENCY

Marketing estratégico, como se adaptar ao novo contexto

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
Marketing estratégico, como se adaptar ao novo contexto

Antes da situação que agora vivemos com a pandemia do coronavírus, os gastos com publicidade em marketing, comunicação e mídia digital estavam passando por uma recuperação com uma clara curva ascendente. Um contexto muito positivo era esperado para o setor, mas tudo mudou.

Depois da COVID-19 o setor foi fortemente afetado pelo confinamento em massa e pelo decreto do estado de alarme que forçou a cessação da atividade econômica. Sua constância ao longo do tempo levou a novas crises nas empresas.

Um dos principais desafios nos tempos do coronavírus é a recuperação da confiança da marca junto aos consumidores.

Como resultado do impacto da pandemia global, descobrimos que houve um choque negativo da oferta e da demanda. O consumo e o investimento estão caindo e muitas empresas são forçadas a cessar seus negócios. Os usuários se tornam mais desconfiados e têm outras prioridades e necessidades quando compram qualquer produto ou serviço.

Marketing estratégico, como se adaptar ao novo contexto

Pós-COVID-19 Marketing é caracterizada pelo repensar estratégico do plano de marketing da empresa baseado na evolução e impacto do coronavírus no mercado e na sociedade. O departamento de marketing deve trabalhar nestes aspectos para reverter o choque da demanda negativa.

Não será mais planejado a longo prazo. De agora em diante, devemos estar cientes dos cenários possíveis que podem ocorrer, como o surgimento de novos surtos. Alguns aspectos que podem ser reinventados a partir do marketing são: produção, relacionamento com o cliente ou publicidade.

Crise ou oportunidade?

Todos sabem que toda crise é uma oportunidade, se você souber como aproveitá-la. Uma das principais desvantagens para as empresas é que estamos em uma Ambiente VUCA. Estes são tempos difíceis, voláteis e incertos. Nunca experimentamos nada assim antes e isto torna mais difícil fazer qualquer estratégia.

É neste ponto que as empresas têm que tentar inovar em termos de como são afetadas pelo coronavírus. Elas podem fazer isso dentro:

  1. Modelo de negócios.
  2. Definição da proposta de valor.
  3. Entrega desse valor.
  4. O relacionamento com o cliente

As necessidades dos clientes mudaram e o departamento de marketing deve estar ciente de que agora, mais do que nunca, será fundamental rastrear constantemente suas necessidades para adaptar a proposta de valor, a mensagem e a forma de levá-la até eles.

Um exemplo desta capacidade de adaptação pode ser encontrado em festivais, tais como CruïllaA empresa, uma organização que decidiu adaptar seu produto em vez de adiá-lo para o próximo ano, como fizeram seus concorrentes. A fim de continuar atuando nesta "Nova Normalidade", os organizadores adaptaram o festival prolongando sua duração, oferecendo concertos por mais dias e com capacidade reduzida de até 400 pessoas.

Com esta decisão, a Cruïlla reforçou sua marca demonstrando um compromisso com a segurança, higiene e ao mesmo tempo oferecendo um produto de qualidade.

Depois de Marca COVID-19

A proposta de valor da marca deve ser questionada. Isto provocará uma grande mudança nas prioridades e, portanto, na atitude como consumidores. Você deve ser capaz de responder perguntas que ajudarão a dar maior valor à estratégia da marca:

- Temos uma visão clara de quem é nossa marca e quem ela quer ser no futuro?

- Nossa proposta de valor é uma proposta sobre a qual construir uma história, a história que nos torna diferentes dos outros?

- É relevante para nossos públicos-alvo?

-Estão nossos consumidores preocupados com a qualidade de nosso produto ou estão mais interessados no bem ou no bem que ele pode fazer por nós e por nosso meio ambiente?

Será fundamental para humanizar o conteúdo oferecido aos clientes, dotando-o de valor emocional para criar uma percepção positiva da marca.

Somente as empresas que conseguem ser sensíveis às novas necessidades sobreviverão. Isto tem sido visto por marcas como a Coca-Cola, que destinou seu orçamento publicitário à pesquisa, ou BacardiA empresa deixou de produzir seu álcool em uma de suas fábricas para fabricar gel hidroalcoólico.

São ações que humanizam e reduzem a distância que às vezes parece existir entre o cliente final e a grande corporação.

Isto pode ser extrapolado para muitos outros setores, como a educação. Universidades como a Euncet Business School também tiveram que se reinventar oferecendo seus serviços com o mesmo rigor, mas à distância.

Deixe uma resposta

José Limardo

José Limardo

Escrito por

mais notícias

76% do Google & Facebook Orçamentos são Sorridos

Nós podemos ajudar você:

Você precisa de crescer seu negócios?

Sobre nós

Receba postagens por e-mail

Seja o primeiro a saber quando publicarmos um novo post no blog!

Participe de nosso blog e obtenha as melhores percepções de marketing digital, estratégias e dicas entregues diretamente em sua caixa de entrada.

Contate nossa equipe

Fale com um especialista em resultados!

Ao clicar em Enviar para botão você concorda com nosso Privacy Policy

Consultor

Como podemos ajudá-lo?

Ligue-nos +1 (305) 447-7060

Ao clicar em Contate-Nos botão você concorda com nosso Privacy Policy

Receba minha proposta grátis

Fale com um especialista em resultados!

Ao clicar em Enviar para botão você concorda com nosso Privacy Policy

>
pt_BRBR

Obrigado!

Tudo parece ótimo.

Estamos entusiasmados para começar, vamos escolher um momento em que possamos falar brevemente sobre seu projeto.